Notícias

Usuários aprovam JusConvênio

14/11/2018

Usuários da plataforma de envio e recebimento de informações entre o Judiciário e as instituições conveniadas – JusConvênio - estão cada dia mais satisfeitos com o funcionamento da ferramenta e com as vantagens obtidas. “Além de garantir agilidade à comunicação, o sistema garante segurança e qualidade da informação, propiciando a efetividade do processo. Quando é feita a consulta e localizado um bem, representa um argumento em favor daquele que ganhou a causa e não recebeu”, argumentou o juiz Marco Antonio Canavarros dos Santos, da 2ª Vara de Chapada dos Guimarães (a 67km de Cuiabá). 

Para Evandro Juarez Rodrigues, titular da 2ª Vara de Peixoto de Azevedo (a 691km da capital), o JusConvênio é uma importante ferramenta colocada à disposição dos magistrados. “Instrumentos como esse facilitam a localização de pessoas, de bens, e a apuração da veracidade dos argumentos apresentados nos autos, contribuindo para uma decisão mais justa”, afirmou. 

Na avaliação da analista do Seguro Social Maria Hedviges Martins de Barros Silva, que trabalha na Agência de Demanda Judicial do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a plataforma tem sido bastante útil por facilitar o contato entre os órgãos. “O que antes vinha em papel, pelos Correios, e precisava ser digitalizado ao chegar aqui, hoje vem eletronicamente, já em formato PDF. Isso representa economia de papel e de gastos com envio”, revelou, acrescentando que o projeto está em fase inicial, que há ajustes a serem feitos, mas que a parceria é vista com bons olhos. 

O sistema foi desenvolvido pela Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT), por meio do Departamento de Aprimoramento da Primeira Instância (Dapi), visando potencializar a comunicação entre os órgãos, dar celeridade processual e, consequentemente, reduzir o consumo de papel e as despesas com envio de documentos. Veja abaixo um exemplo de como ele funciona:


A CGJ-MT assinou um termo de cooperação com o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), a Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) e INSS e, desde então, o JusConvênio passou a ser utilizado pelos parceiros e por magistrados de todo o Estado. Para a corregedora-geral da Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, esse foi um grande avanço. “Desburocratizamos o trâmite e eliminamos a intermediação dos Correios em busca de agilidade e eficiência no encaminhamento da informação via internet. E isso reflete, inclusive, na economia de recursos financeiros para todos os envolvidos”, comemorou. 


Leia também:

JusConvênio garante celeridade processual e economia de recursos


Ana Luíza Anache
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777