Notícias

Termina correição no foro extrajudicial de MT

06/09/2018

Centro e sessenta e oito serventias extrajudiciais correicionadas em 2018. Esse é balanço do trabalho coordenado pela Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT) que representa mais uma missão cumprida pela gestão da desembargadora corregedora Maria Aparecida Ribeiro. “Quero muito agradecer o empenho de todos os magistrados e servidores envolvidos, especialmente pelo comprometimento com a qualidade dos serviços ofertados à população. Conhecemos de perto a realidade do nosso Estado, principalmente das estradas, e sabemos que essa não foi uma tarefa fácil, mas que foi cumprida com mérito”, afirmou a magistrada. 

A correição do foro extrajudicial terminou na última sexta-feira (31 de agosto), no polo de São Felix do Araguaia. O trabalhos tiveram início em fevereiro deste ano e, de lá pra cá, quase todas as comarcas foram visitadas, com exceção de Água Boa e Barra do Garças, que haviam sido correicionadas no fim de 2017. As atividades foram coordenadas pelos juízes Edleuza Zorgetti Monteiro da Silva, Adair Julieta da Silva e Jones Gattass Dias, auxiliados por um grupo de servidores da CGJ-MT. 

“Missão dada e missão cumprida com a proteção divina e comprometimento de toda a equipe. Muito obrigada”, agradeceu Edleuza Zorgetti, diretora do Fórum da Capital. Jones Gattass, diretor do Fórum de Várzea Grande, também se declarou grato pela companhia e se colocou à disposição dos “guerreiros do Araguaia”. A assessora Rosimeire Aparecida Gimenez Gonçalves enfatizou que “entre asfalto e off road, entre Agulhon e França, de norte a sul, de leste a oeste, amizades foram feitas”. Já a servidora Elaine de Paula Silva Parazzi contou ter sido uma alegria fazer parte da equipe. “Obrigada pela oportunidade, pelo aprendizado e pelos amigos especiais que ganhei”, afirmou. 

Os policiais militares integrantes da equipe de segurança da CGJ-MT também comemoraram o sucesso das atividades. “Obrigado pelo carinho e paciência conosco. Tentamos fazer sempre o melhor. Tudo foi planejado, conversado e estudado. Trabalhamos preparados para qualquer tipo de situação, visando resguardar a todos conforme orientado por nossa assessora militar tenente-coronel Jane”, pontuou o sargento Jaudyson Santana Silva. “Agradeço pelo companheirismo e amizade que construímos nesse período”, acrescentou o cabo Cassiano Quintilhiano Rezende. 

CNGCE – Conforme a Consolidação das Normas Gerais da Corregedoria-Geral da Justiça - Foro Extrajudicial, o “juiz designado para Direção do Foro realizará correição ordinária anual no Foro Extrajudicial, até o mês de agosto, conforme dispõe o artigo 86 do COJE, devendo enviar relatório à Corregedoria-Geral da Justiça, no prazo de 30 (trinta) dias, prorrogáveis por igual prazo”. Assim, como grande parte do trabalho já foi realizada pela CGJ-MT, a desembargadora corregedora determinou que os diretores dos fóruns, corregedores permanentes dos cartórios, façam a correição nas serventias dos distritos municipais até o fim e setembro. 


Leia mais: 

Correição das serventias extrajudiciais termina em agosto 


Ana Luíza Anache
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777