Notícias

CIJ participa de Seminário da Infância e Juventude

04/09/2018

A Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Poder Judiciário de Mato Grosso participou do 2° Seminário da Infância e da Juventude realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Mato Grosso (OAB-MT), no dia 30 de agosto, em Cuiabá. O evento reuniu diversos representantes da rede de proteção, que debateram as aspirações pertinentes à infância e à adolescência no Estado e evidenciaram a necessidade de políticas públicas para proteger e amparar esse público. 

A juíza auxiliar da Corregedora-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT) e coordenadora-adjunta da CIJ, Jaqueline Cherulli, foi uma das palestrantes do seminário. A magistrada conta que falou sobre Alienação Parental em um painel acerca das ‘Diversas Formas de Violências contra a Criança e o Adolescente’. “É preciso ter uma visão sistêmica dessa lei. Todas as vezes que falamos do tema alguém é taxado de culpado e o plenário inteiro fica com raiva do possível alienador. Contudo, existem leis fenomenológicas que incidem sobre as pessoas independentemente do querer delas. São reações inconscientes de um padrão de família, a pessoa age achando que aquilo é normal e não tem consciência de que está causando mal à criança ou ao adolescente”, esclareceu.

O evento ocorreu das 7h30 às 18h. Outros assuntos debatidos foram ‘Os Paradigmas da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes’ e ‘Adoção’. No painel a respeito das formas de violência, além da Alienação Parental foram abordados o trabalho infantil e o suicídio na infância e adolescência. O seminário terminou com a palestra ‘Como vencer os desafios na luta em favor da Criança e do Adolescente’. 

Entenda - Considera-se ato de Alienação Parental a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este (Fonte: Cartilha Alienação Parental PJMT).


Assessoria de Comunicação CGJ-MT 
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br 
(65) 3617-3571/3777